Nutrientes fundamentais para o seu cachorro

Nutrientes fundamentais para o seu cachorro

Cães, Dicas

Uma boa alimentação rica em nutrientes é essencial para o desenvolvimento do seu cachorrinho. Com os nutrientes certos seu cachorro pode desenvolver uma saúde muito mias equilibrada e obter uma expectativa de vida maior e melhor.

Mas qual seriam esses alimentos com os nutrientes certos? E na falta desses nutrientes como podemos repor? Listamos abaixo os principais nutrientes e os alimentos que os contém.

Nutrientes fundamentais para o seu cachorro

Principais Nutrientes

Proteínas

As proteínas são fundamentais, porque são a base para a construção muscular de qualquer mamífero. Compostas por aminoácidos que fazem parte da obtenção de energia, bem como da renovação celular.

Como os cachorros são seres que são bem ativos, que correm e brincam, as proteínas necessitam fazer parte de sua dieta. Além disso, as fêmeas, quando gestantes ou em período de amamentação, necessitam de uma porcentagem considerável de proteínas para esses períodos fisiológicos.

Carne

A melhor fonte de proteína é a carne. Mas, antes que você se desespere pelo preço que a carne está custando hoje em dia, seu cão tem excelente digestibilidade à carne. Mas, é importante que você saiba quais são as melhores fontes de proteína. Ossos e vísceras não são boas fontes de proteína.

Por outro lado, músculo, coração e peixes são excelentes fontes de proteína e podem ser ofertadas ao seu cãozinho. Se pensarmos em termos evolutivos, cachorros sempre comeram carne crua. De fato, cachorros podem comer carne crua, devido a seus caninos bastante afiados, que rasgam a carne e também devido a seu intestino, que é curto e evita a putrefação da carne no organismo.

Mas, se você preferir, você também pode ofertar carne cozida para seu cãozinho. Nesse caso, faça a carne cozida, sem temperos.

Ovos

O ovo também é uma boa opção de proteína, uma vez que é um alimento mais barato e rico em nutrientes.

Por muito tempo acreditou-se que o ovo fazia mal (tanto para humanos, quanto para cachorros), uma vez que a gema possui colesterol. Mas, o colesterol presente na gema não é maléfico, nem para humanos, menos ainda para os cachorros.

Porém, a melhor forma de se oferecer ovo para o cachorro é cozido e sem tempero. Lembre-se que o ovo cru pode estar contaminado com uma bactéria denominada Salmonela, que leva a problemas gastrintestinais.

Além disso, a casca do ovo pode ser utilizada, sob a forma de farinha de casca de ovo, que apresenta, como vantagem, ser uma boa fonte de suplementação de cálcio para seu pet.

Leite

O ser humano é o único ser vivo que toma leite, após adultos. O leite é ideal somente para filhotes de cachorro, quando amamentados.

Contudo, em casos em que a mãe não consegue amamentar o filhote, o cãozinho deve receber suplementos adequados. Não se deve, portanto, ofertar leite de vaca ou leite em pó para cachorros, mesmo filhotes.

Carboidratos

Os carboidratos são as melhores fontes de energia para o cachorro. Porém, deve se tomar cuidado, pois muitas vezes, exagera-se na quantidade de carboidratos na dieta do peludo e o seu cachorro pode acabar com sobrepeso ou até tornar-se obeso.

Um cãozinho obeso tem expectativa de vida reduzida e pode desenvolver uma série de problemas de saúde. Portanto, cuidado com a quantidade e qualidade dos carboidratos oferecidos a seu cachorro.

O principal nutriente da dieta do cãozinho deve ser as proteínas, sob a forma de carne. Mas os carboidratos também são necessários e é importante saber a qualidade dos carboidratos consumidos pelo cachorro.

Existem carboidratos mais saudáveis, que estão presentes em vegetais e cereais, por exemplo. E há os carboidratos não saudáveis, os quais são os açúcares e amido, por exemplo.

Ou seja, dar pão branco ou alimentos ricos em açúcares para seu cãozinho é uma péssima ideia. É sempre bom deixar seu cãozinho longe desses alimentos.

Gorduras

As gorduras também fazem parte da alimentação de qualquer cãozinho, pois representam fonte de energia.

Além disso, a absorção de algumas vitaminas, tais como vitamina A, D, E, K, por exemplo, só é possível graças à presença de gordura, uma vez que essas são vitaminas lipossolúveis, ou seja, dependem da gordura.

Existem, bem como no caso dos carboidratos, boas gorduras e gorduras ruins. O excesso no consumo de gorduras ruins pode levar ao excesso de gordura no fígado, bem como falta de energia e disposição.

Já a falta de gorduras na dieta pode acarretar a deficiências no metabolismo e um sistema imunológico pouco eficiente no animal.

As gorduras saudáveis são encontradas, por exemplo, em óleos de peixe.

Vitaminas

As vitaminas são importantíssimas para todo ser vivo e no caso dos cachorros, isso não é exceção. Podemos dividir as vitaminas em dois grandes grupos: as lipossolúveis e as hidrossolúveis.

O grupo das vitaminas hidrossolúveis é composto pelas vitaminas B, C e esse grupo deve ser ingerido diariamente, uma vez que essas vitaminas não são armazenadas. Por outro lado, as vitaminas lipossolúveis (vitaminas A, D, E, K) são armazenadas no fígado do cachorro. Assim, o excesso da ingestão dessas vitaminas pode trazer problemas ao cãozinho.

Caso a dieta do cachorro seja equilibrada, não há necessidade de suplementação vitamínica para o cachorro. Além disso, a administração de vitaminas sintéticas para o cachorro não é bem tolerada pelo organismo do cãozinho.

Portanto, as vitaminas naturais, vindas dos alimentos, são as melhores formas de seu cãozinho ter a dose necessária das vitaminas.

Nutrientes fundamentais para o seu cachorro

Fibras

Fibras ajudam na regulação intestinal do cachorro. Não são digeridas pelo organismo e, por isso, facilita a motilidade intestinal. Elas são obtidas de alimentos vegetais e deve-se observar como é o hábito intestinal do cachorro.

Cães que não têm doses apropriadas de fibras em suas dietas costumam ter prisão de ventre. Por outro lado, o excesso de fibras pode soltar o intestino do animal.

Alimentos ricos em fibras, tais como farelo de arroz, são boas fontes de fibra para o animal.

Minerais

Alguns minerais também fazem parte de uma dieta equilibrada de um cachorro.

Elementos considerados macroelementos (cálcio, fósforo, magnésio, sódio e potássio) e elementos considerados oligoelementos (ferro, zinco, cobalto, selênio, iodo e flúor, por exemplo), são constantemente presente em uma dieta equilibrada e natural.

Mais uma vez, não há necessidade de suplementação desses minerais, havendo uma preocupação maior com o excesso desses elementos à saúde do animal.

Água

Assim como para humanos, o consumo de água para os cachorros é essencial. Cachorros procuram e bebem água quando estão com sede. Portanto, se seu animal não tem problemas de saúde, apenas oferece constantemente água fresca – ele saberá o quanto tomar.

Já se seu cãozinho já tem algum problema de saúde, como alterações renais, por exemplo, é essencial estimular o consumo de água para o cão. Assim, ofereça comida mais umedecida.

Se você for passear com seu cãozinho e o dia estiver quente, lembre-se de fazer pequenas pausas e ofertar água fresca para o peludo. Isso é extremamente importante e ajuda a manter a saúde do seu pet em dia.

Lembre-se que a água ajuda o metabolismo e diversos processos no organismo do seu cachorro, bem como auxilia os rins na eliminação das toxinas. Portanto, é um nutriente essencial para a saúde canina.

Saiba mais:

Post anterior
7 dicas para a higiene e saúde do seu gato
Próximo post
Como saber se seu pet está acima do peso
Menu